Pandemia aumenta insatisfação com banda larga fixa

O serviço de banda larga fixa (residências e empresas) foi o mais mal avaliado pelo consumidor brasileiro na pesquisa anual da Anatel de 2020, divulgada nesta segunda-feira. Numa escala de 0 a 10, os entrevistados deram nota média 6,51 às operadoras de banda larga, bem abaixo dos demais serviços de telecomunicações.

Segundo a pesquisa, a melhor nota dada pelos usuários foi na telefonia pós-paga: 7,49. Vêm a seguir a telefona pré-paga (7,45), a telefonia fixa (7,36) e a TV por assinatura (7,17). Desde que a Anatel começou esse tipo de avaliação, em 2015, todos os serviços vêm tendo notas melhores a cada ano; a exceção é a banda larga fixa, que teve 6,58 naquele ano e agora caiu no conceito dos usuários (veja aqui os detalhes).

Para o superintendente da Agência, Gustavo Santana, a principal explicação é a pandemia, que ao longo do ano passado ampliou as exigências dos consumidores em relação à banda larga fixa. “Todas as pessoas passaram a trabalhar e estudar de casa”, diz ele. “Os picos antes eram noturnos, associados aos vídeos sob demanda. E os picos aumentaram em 50% o volume de tráfego, mas de manhã, à tarde e à noite. Muitas vezes você tem duas, três conexões simultâneas em casa”.

A pesquisa foi realizada em 26 estados e no Distrito Federal, ouvindo 92.200 usuários no período entre julho e novembro de 2020.

FONTE: Agência Brasil

Temas relacionados:

Anatel decide que serviços de IoT não pagarão ICMS

Fibra óptica já representa mais de 30% das conexões no país

Claro lança Box TV 4K com Netflix, HBO e 90 canais ao vivo

“Guerra das antenas” pode estar chegando ao fim