Marca paulista oferece caixa acústica que cola no teto

Ouvir o som por toda a sala sem perceber de onde vem a música: este é o conceito oferecido no Brasil pela Ludk, empresa paulista que lançou os alto-falantes “invisíveis”. Ao contrário das caixas acústicas de embutir convencionais, que são instaladas em recortes no teto ou na parede, o alto-falante Oqulto, da Ludk, é colado na placa de gesso que reveste o teto ou sobre paredes de drywall.

  “O ideal é distribuir um alto-falante a cada 8 ou 9m2”, diz Marcel Rabinovich, gerente de marketing da Ludk, que comercializa o produto tanto para projetos residenciais quanto empresas, lojas e outros espaços públicos. Segundo ele, o falante Oqulto precisa ser alimentado por um amplificador robusto, já que não possui gabinete convencional.

Para atender os integradores de som ambiente, a empresa desenvolveu também o amplificador estéreo PWQ, com potência de 35W em cada canal. O aparelho é compacto e fica completamente escondido no forro, podendo alimentar até 4 falantes Oqulto.

“Em vez dos tradicionais movimentos para frente e para trás, como em um design típico, o Oqulto usa pequenas vibrações para gerar o som”, explica Rabonovich. “É como se o forro de gesso ou a parede de drywall se tornasse um grande alto-falante invisível”.

Para reforçar os graves em instalações de som ambiente, a Ludk lançou também o subwoofer compacto Disqreto, que pode ser montado na parede, atrás do sofá ou até sobre tampos de móveis.

Para mais informações sobre esses produtos, clique aqui.

FONTE: Ludk  

Caixas especiais permitem som ambiente invisível

 Saiba como funciona um subwoofer de embutir

 Harman traz nova versão de caixas transparentes Bluetooth

 Novas TVs já vêm com processador de áudio Dolby Atmos

COMPARTILHE COM SEUS CONTATOS: