Vendas de TVs caíram somente 2% no segundo trimestre

As vendas de TVs das 15 principais marcas internacionais caíram 2% no período entre abril e junho, auge da pandemia, resultado menos ruim do que esperava a indústria. Os dados fazem parte da nova pesquisa da consultoria DSCC, especializada no setor de tecnologi, que tem escritórios nos EUA, Inglaterra, Japão e China.

No relatório Monthly Global TV Shipment, divulgado na semana passada, a empresa informa que América do Norte (39%) e China (5%), os dois maiores mercados mundiais, conseguiram manter crescimento apesar das restrições ao comércio. No entanto, as quedas registradas nas outras regiões do mundo acabaram rebaixando os números de vendas: Europa Ocidental (-22%), América Latina (-35%) e África/Oriente Médio (-31%).

Entre as marcas mais vendidas, a Samsung continua liderando com 8,5 milhões de unidades, apesar de uma pequena perda (6%) nas vendas do trimestre. A chinesa TCL assumiu o segundo lugar com um aumento de 27%, chegando a 5,6 milhões de TVs vendidas. Outra chinesa, a Hisense (não comercializada no Brasil) também teve forte expansão, conquistando o terceiro lugar com 4,7 milhões de aparelhos vendidos. 

A LG caiu para quarto lugar, com queda de 25% na comparação com o mesmo período do ano passando, totalizando 4,4 milhões de aparelhos vendidos. Das outras marcas, a americana Vizio foi a que mais cresceu: 14% no trimestre, atingindo 1,5 milhão – embora produzidos na China, seus aparelhos são projetados nos EUA, onde a marca é hoje a terceira mais vendida.

Os dados da pesquisa se baseiam em informações oficiais fornecidas pelos próprios fabricantes e se referem às entregas aos revendedores

FONTE: DSCC

Temas relacionados:

Confira nosso exclusivo Guia de TVs 4K, com 130 modelos

LG renova linha de TVs OLED com mais Inteligência Artificial

Veja os benefícios das TVs com Inteligência Artificial

Como funciona o áudio imersivo nas TVs 2020