Rotel atualiza amplificadores de sucesso nos anos 90

Famosos nos anos 1990 por seu estilo ousado, estão de volta os produtos da linha Michi, fabricados pela japonesa Rotel e distribuídos no Brasil pela Som Maior. Voltada ao público mais exigente, a linha é composta pelo pré-amplificador P5, amplificador estéreo S5 e amplificador monobloco M8 (foto).

Segundo o fabricante, a arquitetura interna é inteiramente nova, visando manter precisão, musicalidade e baixíssimos níveis de ruído mesmo em altos volumes. O pré-amplificador Michi P5 oferece entradas e saídas balanceadas (XLR), RCA, ópticas e coaxiais, além de entradas phono para cápsulas MM e MC e conexão sem fio Bluetooth aptX HD.

Com projeto de Classe A e dois DACs de 32 bits, esse pré é compatível com áudio de alta resolução MQA e é alimentado por 17 reguladores de tensão independentes e dois transformadores toroidais fabricados pela própria Rotel.

O amplificador Michi S5 estéreo (500W RMS em 8 ohms, 800W em 4 ohms por canal) e o monobloco Michi M8 de 1.080W RMS em 8 ohms (1.800W em 4 ohms) estão entre os mais potentes do mercado atual. Ambos Classe AB, são indicados para grandes salas de audição, possuindo dois transformadores toroidais acondicionados individualmente em capas com preenchimento por epóxi, para a eliminação de ruídos e vibrações. Oferecem ainda entradas balanceadas e RCA e conexões Ethernet e RS232 compatíveis com todos os principais sistemas de automação.

FONTE: Som Maior

Temas relacionados:

Vídeo: amplificador com processador integrado da Rotel
Conheça alguns dos receivers high-end à venda no Brasil
Caixas Revel Concerta2: high-end mais acessível?
Linha de caixas high-end traz homenagem ao violino italiano