Condicionadores GR Savage são controlados por automação

Há 40 anos no segmento nacional de proteção elétrica para sistemas de áudio e vídeo, a GR Savage decide comemorar essa nova fase com a sofisticada linha SDA de condicionadores voltada a equipamentos de alto padrão e centrais de automação. Todos apresentam painel frontal de alumínio com saída de energia USB e voltímetro digital.

Além de mostrar o status da rede, esse display dimerizável permite programar a sequência de energização de cada bloco de tomadas, inclusive com atraso (delay), para evitar picos de corrente. Outra possibilidade é o ajuste da voltagem para que o circuito acione a melhor proteção contra sobretensão e subtensão, de acordo com especificação de cada aparelho. Um circuito seguidor de senoide (Sine Wave Traking) visa a filtragem de ruídos (EMI e RFI).

Na parte de automação, é através de conexão RS-232 que é possível controlar remotamente os blocos, programar a reinicialização (reset) da central e verificar parâmetros de funcionamento. E ainda, com a função Infravermelho Learning, o usuário utiliza qualquer controle remoto disponível na sala para comandar o condicionador. E, por meio da saída Trigger 12V, ativa motores de telas, lift e cortinas elétricas.

O modelo SDA3000, de 3000 watts e voltagem de 115 volts, traz 15 tomadas filtradas e protegidas, sendo quatro delas duplamente filtradas para fontes de sinal digital. Apesar de trabalhar em rede 220V, o SDA2700 (2700W) alimenta treze produtos com 220V e quatro com 120V. Já o SDA1300 (1300W) atua também como transformador de 220V para 120V em todas as suas 12 tomadas.

Fonte: revista HOME THEATER & CASA DIGITAL

Temas relacionados:

Mantenha o home theater seguro durante as tempestades

Áudio e Vídeo: dez dicas valiosas de proteção elétrica

Savage tem condicionadores de rede para médias e grandes instalações

Condicionador AAT protege equipamentos de A/V e até de rede

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

htbest