Mantenha o home theater seguro durante as tempestades

É nessa época do ano que o condicionador de energia volta a ser um dos produtos mais lembrados e essenciais em qualquer sistema, simples ou sofisticado; saiba os motivos.

Por Alex dos SantosO primeiro e mais importante papel do condicionador é assegurar proteção contra a variação de tensão, situação em que a voltagem nominal da rede, de 110V ou 220 volts, atinge valores abaixo (subtensão) ou acima (sobretensão) ao tolerado pelos aparelhos. A variação mais nociva é obviamente ocasionada pelos surtos (spikes) em fração de segundos de tensão, corrente ou potência.

Esses picos podem ocorrer pelo liga e desliga de motores de elevada potência em indústrias próximas, restabelecimento de energia após um corte momentâneo (blackout) em que a energia retorna com muito mais intensidade, ou mesmo no caso da rede elétrica ser atingida por descargas atmosféricas.

Aliás, é entre os meses de dezembro e março com as grandes tempestades que os riscos de surtos por raios aumentam. A tensão da rede pode rapidamente ultrapassar os 6.000 volts e acarretar sérios prejuízos aos equipamentos. Sempre que a tensão da rede baixar ou subir de sua faixa operação, o condicionador desliga a energia que abastece as suas tomadas.

O segundo é atenuar anomalias transitórias em forma de ruídos na rede elétrica que possam prejudicar o desempenho do sistema de áudio e vídeo. Especialistas e entusiastas experientes em áudio e vídeo são unânimes em afirmar que a energia pode em parte determinar o desempenho dos equipamentos.

Esses problemas na rede muitas vezes se dão com o surgimento de harmônicos múltiplos da frequência fundamental de 60Hz – que traduz o ciclo da corrente ou quantas vezes por segundo ela vem e vai –, após ser distribuída e consumida em locais de alta demanda de carga, como fábricas, shoppings centers, hospitais etc. 

Filtro comum não serve

Evite usar filtro de linha e estabilizador de computador no sistema. Esses acessórios não costumam atender à demanda de potência de todos os aparelhos de áudio e vídeo, apesar dos fabricantes alegarem o contrário.

No caso do filtro, mais comum e barato, a maioria está mais para régua ou extensão, por sua topologia frágil, por vezes precária, que inclui internamente lâminas de latão para barramento, em vez de tomadas separadas, e carcaça em plástico.

Muitos filtros possuem apenas um varistor de baixa capacidade de absorção de energia em excesso, quando o correto é ao menos três – entre o fase e o neutro, entre o fase e o terra, e entre o neutro e o terra – ou vários se usados em série, para maior segurança contra surtos.

********

Para mais detalhes sobre como garantir a proteção elétrica e o alto desempenho do sistema de áudio e vídeo, além de como melhor escolher um condicionador de energia, clique aqui e baixe a edição digital (#271) ou reserve o seu exemplar impresso de HOME THEATER & CASA DIGITAL.

Savage tem condicionadores de rede para médias e grandes instalações

Condicionador de energia da AAT protege equipamentos de A/V e até de rede

Fabricante americana desenvolve “terra virtual” para proteger equipamentos

Áudio e Vídeo: dez dicas valiosas de proteção elétrica

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram

htbest