LG oferece maior TV OLED do mercado e demonstra displays por dentro

Embora anunciada no primeiro semestre pela LG, a TV OLED de 77” começou a ser vendida este mês em algumas lojas no Brasil. Trata-se da maior tela disponível no mercado nacional com painel de diodos orgânicos emissores de luz, tecnologia desenvolvida e aprimorada pela empresa coreana, capaz de emitir a própria luz através de cada pixel.

Com preço médio de R$ 37.999, o modelo OLED77C9PSA da série C9 chega para se juntar aos tamanhos de 65” e 55” já à venda há quase cinco meses. Outro modelo OLED que acaba de ser lançado é o OLED65E9PSA, de 65”, com valor médio de R$ 19.999.

Afora o design diferenciado com acabamento em vidro desta série E9, as duas TVs reproduzem imagens 4K nos padrões HDR e Dolby Vision e áudio Dolby Atmos. Ambas trabalham com o processador LG Alpha 9 de segunda geração com o algoritmo Deep Learning, que faz uso de Inteligência Artificial para aprimorar a qualidade de imagem e som para cada tipo de conteúdo.

E ainda contam com plataformas de assistentes de voz e integração com dispositivos IoT, como LG ThinQ AI, Google Assistente, Amazon Alexa e compatibilidade com Apple Kit, por meio de protocolo AirPlay 2. Entre as conexões, destaque para as entradas HDMI 2.1, que possibilita melhor desempenho de imagem (VRR) e jogabilidade (ALLM) com games de última geração. O controle com sensor de movimentos Smart Magic está incluso na embalagem.

************************

Em uma iniciativa inédita promovida pela LG na última terça-feira, 19 de novembro, a empresa reuniu em seu show room, na capital paulista, dezenas de jornalistas e profissionais do segmento de eletrônicos, a fim de demonstrar como funciona por dentro os displays à venda no mercado e comparar as diferentes tecnologias.

Com explicações didáticas de engenheiros e executivos da LG, o público presente teve a oportunidade de ver na prática todos os componentes que formam TVs LED-LCD Ultra HD (convencional), Pontos Quânticos (Quantum Dot), Nanopartículas (NanoCell) e OLED. O objetivo da demo era ressaltar a superioridade de um painel emissivo OLED, que dispensa várias camadas de filtros de luz, para apresentar imagens mais precisas em contraste e cores.

 

Diferente de outras TVs que usam backlight para gerar brilho, na tela OLED o conceito de Pixel Dimming permite aos mais de oito milhões de pontos formadores da imagem de um painel 4K, atenuar a iluminação e até apagar totalmente se necessário em partes escuras. Além de ampla variação de contraste (considerado infinito), é possível obter com isso maior fidelidade e riqueza de cores (veja aqui como foi o evento).

Fonte: revista HOME THEATER & CASA DIGITAL

Temas relacionados

Comparando TVs por dentro

TVs LG OLED 2019: AirPlay 2, HDMI 2.1 e AI para melhorar imagem

Teste exclusivo do TV Panasonic OLED 4K HDR com ajustes THX

Sala de testes: TV OLED Sony produz som através da própria tela

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram
LINKEDIN

htbest