Vírus causa falta de componentes chineses no Brasil

Mais da metade dos fabricantes brasileiros de aparelhos eleitor-eletrônicos estão sendo afetados pela epidemia do coronavírus. É o que revela pesquisa da ABINEE, entidade que representa o setor, realizada no último dia 5 com cerca de 50 empresas. Nada menos que 26 delas indicaram problemas no suprimento de insumos vindos da China.

A maior parte dessas empresas atua na produção de celulares, computadores e itens de informática, que compram componentes em fábricas chinesas fechadas pelo governo local. A pesquisa apontou também que, caso a situação persista, 22% das empresas entrevistadas acreditam que serão forçadas a paralisar sua produção nas próximas semanas.

Mesmo empresários que até agora não foram afetados admitem que, se o fornecimento não se normalizar até o final de fevereiro, será muito difícil manter o ritmo de produção. A China é hoje a maior fornecedora de itens eletrônicos-eletrônicos para o Brasil, respondendo por 42% das importações em 2019; além disso, 38% dos componentes vêm de outros países da Ásia, que também enfrentam problemas com a expansão do vírus.

FONTE: ABINEE

Temas relacionados:

Coronavírus cancela feiras e provoca mais prejuízos

O que a guerra EUA x China tem a ver com tecnologia

Grupo LG Corp anuncia mais foco em software e Inteligência Artificial

Panasonic e chinesa Hisense lançam TVs Dual-cell

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram
LINKEDIN

htbest