Áudio imersivo, cada vez mais perto da TV aberta

FONTE: Forum SBTVD

Desde que foi inventada, em 1925, a TV já foi do tubo ao slim, da escala de cinza à imagem colorida e do sinal analógico ao digital. Paralelamente, a tecnologia de áudio tem acompanhado essa evolução bem de perto. E vai evoluir mais uma vez.

No início, o sistema de áudio mono era o único disponível para televisores. Com reprodução e captação por um único canal, o mono foi substituído na década de 80 pelo sistema estéreo em TVs. Este já trazia a possibilidade de ouvir os diferentes sons da gravação em canais alternados, dos lados direito e esquerdo. Seguindo esse desenvolvimento, o áudio surround 5.1 saiu das salas de cinema para proporcionar ao telespectador uma experiência de sons em múltiplas direções, inclusive frontal e traseira. Apesar da sua superioridade em relação ao sistema estéreo, o áudio surround ainda encontra limitações, já que o som é propagado apenas no plano horizontal.

Com o avanço tecnológico, foi possível desenvolver o áudio imersivo (ou áudio 3D), que possibilita uma experiência muito mais real e envolvente, pois além do plano horizontal, o som também pode ser percebido no plano vertical. A melhor parte é que, a partir deste ano, este recurso estará disponível também na TV aberta.

TVs smart terão 3 padrões de áudio imersivo

A partir do uso do áudio imersivo, os telespectadores terão acesso a um som muito mais real e personalizado. Em uma transmissão de futebol, por exemplo, será possível alternar para ouvir o som de apenas uma das torcidas. “Este recurso está muito em linha com a evolução da TV como um todo. Hoje estamos regulamentando um sistema que inclui soluções de interatividade, o DTV Play, e trabalhando na evolução da TV para a versão 4K. O áudio imersivo é mais um avanço tecnológico que agrega valor e torna a televisão aberta mais atrativa aos consumidores”, explica Leonardo Chaves, coordenador do módulo técnico do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (Fórum SBTVD).

Aprovados recentemente pela instituição, os padrões de áudio imersivo a serem adotados são E-AC-3, MPEG-H e AC-4, que oferecem, além de um som tridimensional, a possibilidade de personalização. “Em um diálogo na TV, será possível reduzir ou aumentar o volume da trilha sonora (música de fundo), por exemplo”, complementa o especialista.

Para aderir à novidade, será necessário adquirir uma smart TV que já venha com esse recurso. Há ainda a opção de acoplar uma soundbar ou home theater ao televisor. “Os aparelhos smart que serão lançados já irão comportar essa tecnologia. Mas o uso de caixas de som ou o próprio home theater poderão proporcionar uma experiência ainda mais marcante”, enfatiza Chaves.

Para que o áudio imersivo vire realidade para toda a população, o Fórum SBTVD está finalizando o processo de criação das normas de uso e, após aprovação do conselho, elas serão publicadas e passam a valer. A estimativa é que a tecnologia seja utilizada de forma opcional.

*O Fórum SBTVD (Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre) é uma entidade sem fins lucrativos que contribui para o desenvolvimento da TV digital no Brasil, proporcionando maior qualidade de sinal, mobilidade e interatividade na vida dos brasileiros. É composto por integrantes das emissoras de TV, fabricantes de equipamentos de recepção, transmissão e indústrias de software, bem como representantes do Governo Federal e entidades de ensino e pesquisa. O Fórum SBTVD promove e coordena a cooperação técnica entre seus associados e apoia a divulgação do Sistema Brasileiro de TV Digital no Brasil e exterior.

Temas relacionados:

Áudio imersivo: nova experiência em áudio para ambientes domésticos

Novos TVs vão exibir canais e internet na mesma tela

3D, 8D, 10D: conheça o áudio binaural

Testamos o fone Sennheiser com áudio imersivo

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram
LINKEDIN

htbest