As (muitas) vantagens das telas curvas

Curvas numa tela são de tirar o fôlego. Numa homenagem à beleza natural das curvas, a humanidade vem utilizando elementos curvos do design nos mais impressionantes monumentos.

Ao longo dos séculos, muitas das mais memoráveis criações do homem tiveram formas curvas. Por exemplo, Opera House de Sydney (Austrália), Taj Mahal e Templo de Lótus (Índia), Basílica de São Pedro (Itália), Torre Eiffel (França), (Índia), Museu Guggenheim (Nova York) e o Gateway Arch (Missouri, EUA) todos pagam tributos ao esplendor das curvas – clique nos links para ver imagens desses locais.

Hoje, displays curvos em Full-HD e Ultra-HD estão começando a mudar a maneira como se assiste televisão, com telas top de linha que oferecem uma experiência visual mais realista e imersiva, tanto no trabalho quanto em casa.

Realismo expandido

Os TVs curvos simulam a sensação de se estar num cinema. Exibem imagens sem distorções de modo menos cansativo para os olhos, com maior uniformidade em toda a superfície do painel, mesmo nas bordas.

Poucas pessoas deixam de reconhecer que imagens filmadas e gravadas em vídeo parecem mais naturais quando vistas numa tela grande de cinema. Mas, mais importante do que isso, quando a tela é grande a plateia processa maiores quantidades de informação visual, e isso faz tudo parecer “mais real”.

O mesmo acontece nos TVs de tela curva. Eles permitem uma experiência imersiva similar, ampliando o campo de visão e dando ao usuário a sensação de estar vendo um TV maior do que é na realidade.

Os olhos comandam

TVs curvos são desenhados cuidadosamente levando em conta os movimentos dos olhos. Como estes são esféricos, objetos planos parecem de alguma forma distorcidos quando refletidos. Observem o Partenon, na Grécia, por exemplo. Atrás desse incrível monumento da arquitetura grega, pode-se encontrar o segredo do design curvo.

À primeira vista, o templo parece perfeitamente plano. Mas, se tivesse sido construído assim, pareceria distorcido. Os arquitetos gregos perceberam a distorção visual provocada pelo olho humano. Por isso, o templo foi construído em forma curva para parecer plano!

De todos os ângulos

Outro importante atributo dos TVs curvos é sua imagem mais clara, comparada com a dos TVs planos. Para uma visualização excelente, o usuário pode se posicionar a uma distância aceitável da tela, qualquer que seja o ângulo de visão. Num TV plano, as bordas se situam mais longe do olhar do que o centro da tela; por isso, a distorção aumenta conforme a pessoa se move para os lados.

Nossas análises mostraram que, num TV plano, quando a pessoa se move lateralmente diminui o ângulo de visão e a imagem perde qualidade significativamente. Já a qualidade da imagem num TV curvo se mantém quando se olha de lado.

Educação

Vale a pena considerar a eficiência dos displays na área educacional. Em salas de aula, já foi constatado que os monitores curvos aumentam o plano de visão dos estudantes, resultando num melhor ambiente digital de aprendizado. Em 2014, testes realizados pela prestigiosa KAIST (Korea Advanced Institute of Science and Technology) revelaram que estudantes numa aula com vídeo em displays planos sofreram desorientações em seu padrão de aprendizado, com maior perda de foco do que utilizando displays curvos. O grau de atenção dos alunos se amplia diante dos materiais exibidos nas telas.

Outro reconhecimento aos benefícios dos displays curvas veio, em abril último, do CESI (China Electronics Standardization Institute), que certificou esses aparelhos por seu alto padrão de qualidade.

Visões celestiais

Estamos numa nova era de aparelhos eletrônicos curvos, comandada pelo ícone do consumo: a televisão. O grande arquiteto espanhol Antoni Gaudí disse uma vez: “A linha reta pertence ao homem, a linha curva pertence a Deus”. Sem dúvida, se o céu tivesse forma, esta provavelmente seria curva.

*O autor é diretor da Samsung Displays, na Coreia. O texto acima foi extraído do blog oficial da empresa.

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram
LINKEDIN

htbest

%d blogueiros gostam disto: