Receiver Harman Kardon AVR3700

harman_receiverA maioria dos entusiastas de áudio mais jovens não sabe, mas a Harman Kardon foi pioneira a combinar em um mesmo chassi circuitos de amplificação, pré-amplificação e rádio (tuner). Isso ocorreu há mais de 50 anos e o “TA230 Festival”, construído com válvulas e transistores, fez história como o primeiro receiver estéreo lançado no mundo. Hoje, a marca reescreve seu legado, porém apostando em produtos de concepção totalmente digital. É o caso do AVR3700, topo de linha, com circuito de chaveamento Classe D para amplificação.

Essa tecnologia tem se aprimorado nos últimos anos e hoje é capaz de entregar sinal de ampla faixa de frequências com cada vez menos distorção. Mais do que isso: eficiência energética maior do que 90%, o que permite transformar quase toda a energia consumida em potência – e não em calor como na maioria dos receivers à venda no mercado de Classe A/B. Além da grande economia de energia, um amplificador Classe D opera de modo frio e pode ser consideravelmente mais leve, por dispensar robusta fonte de força e capacitores de alimentação. O HK é surpreendentemente leve: apenas 8kg para um receiver de 125W por canal.

CONTROLE ILUMINADO


Diferente de outros receivers, esse vem numa embalagem bem ilustrada, que até lembra um aparelho portátil. Dentro da caixa, o belo microfone de calibragem EzSet/EQ, dois cabos de força, antenas Wi-Fi, FM/AM e dois controles remotos. O controle principal é grande, iluminado, e pode comandar TV, receptor de TV paga ou player; traz uma chave para alternar a operação do aparelho em som ambiente. Já o segundo controle, mais simples, é útil para Zone 2 e pode ser levado sem tanto zelo (ou ciúme) para qualquer cômodo da casa, caso haja extensores de IR instalado no local.

DESIGN


A aparência sóbria, mesclando alumínio e acrílico, também é tradição nos receivers da Harman; assim como as teclas discretas que dividem os dois acabamentos e, claro, o vistoso knob de volume com luz branca fria. Para ressaltar a ideia de digital, todos os botões, incluindo o de volume, devem ser comandados com um toque. Uma tampa removível guarda conectores HDMI, USB – que aceita arquivos FLAC – e P10 para fones. Há mais sete entradas HDMI, compatíveis com 3D e 4K, e duas saídas para transmitir o mesmo sinal e com retorno de áudio (ARC).
CONEXÃO SEM FIO

Por oferecer uma proposta “digital”, o usuário encontrará na traseira do receiver apenas duas entradas A/V e uma componente. Por outro lado, há saídas pré-amplificadas para 7.2 canais, importante no caso de um futuro upgrade com caixas de grande porte, já que esse receiver não permite biamplificação. Destaques ainda para a conectividade de rede cabeada e Wi-Fi, que buscou roteadores mesmo antes de plugarmos a antena. Uma vez logado na rede, o receiver é capaz de reproduzir qualquer rádio online, através do aplicativo vTuner, músicas, via protocolos DLNA e AirPlay, receber atualizações firmware e comandos de dispositivos Android ou Apple com app da HK.
INSTALAÇÃO FLEXÍVEL


A flexibilidade de uso dos terminais de caixas surround back oferecida pelo fabricante facilita não só a instalação como as escolhas ocasionais do usuário. Nesses canais é possível conectar também caixas frontais Heights (verticais) ou Zone 2. É evidente que não se devem ligar todas ao mesmo tempo, mas um par de cabos ligado a um seletor de caixas (opcional) é uma solução para o chaveamento rápido da potência. Significa que num momento de descontração com os amigos na varanda, pode-se levar áudio independente do home theater, onde possivelmente crianças ou mulheres estejam assistindo TV, ou vice-versa.

Mas atenção: a instalação de seletor de caixas deve ser feita por um profissional especializado, devido às diferenças de impedância que podem existir entre os produtos, o que causaria danos ao receiver. Entradas e saídas IR e Trigger 12V contribuem para o comando do aparelho a partir de outros ambientes.
AJUSTES

Em menos de 10 minutos, a calibragem EzSet/EQ realizou balanço, atraso, gerenciamento de graves, equalização em todos os canais e checou a polaridade dos cabos. Era perceptível a nitidez nos agudos e a qualidade tonal nos médios após os ajustes automáticos, porém, a medição de graves não agradou.

Apesar de seguirmos à risca a indicação de pôr o controle de volume do subwoofer na metade do curso, a calibragem não evitou seu nível de volume exagerado, comprometendo toda a reprodução. A saída foi então regular os graves manualmente no sub. Esse tipo de falha no volume do sub é muito comum com outras tecnologias, que em geral diminuem o impacto, mas não o contrário.

Cada entrada de fonte tem seu próprio ajuste de áudio e vídeo. Estão inclusos cinco modos para músicas, três para filmes e dois para games, inclusive o Logic7 criado pela Harman para ampliar o som estéreo em 7.2 canais. Além disso, quatro modos de imagem, regulagens convencionais (brilho, contraste, cor e nitidez), redutores de ruídos e upscaling 4K. Com exceção das fontes HDMI, todas podem ter o som conduzido para o Zone2.
AVALIAÇÃO

Começamos com filmes, como Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (BD/DTS-HD MA), para conhecer o poder de fogo do HK. Após configurarmos propositalmente todas as caixas para LARGE, o aparelho mostrou elevada potência em multicanal, produzindo parte dos graves na impactante cena onde Gotham City é parcialmente implodida. Em Os Mercenários (BD/DTS-HD MA), foi preciso diminuir bem o volume em nossa sala de 20m2, para que desfrutássemos agradavelmente da trilha envolvendo sons de tiros, explosões, helicóptero e perseguições com veículos.

Partimos então para músicas com o cool jazz Perfect Blues, pelo Ray Brown Trio, e a erudita Vespers of 1610: Deus in adjutorium/Domine ad adjuvandum, de Claudio Monteverdi, por Martin Pearlman e a Orquestra Barroca de Boston (DTS 5.1/Telarc 20-bit). Ambas as faixas serviram como base para conhecermos o som, nítido e sem compressão, fornecido pelo receiver para o nosso conjunto de referência, especialmente nas notas médias e altas de piano e instrumentos de sopro.

Naturalmente faltou um pouco de fôlego para o receiver acompanhar a demanda de baixo acústico e transientes exigida para as frontais torre. Mas seu bem projetado amplificador Classe D revelou uma potência com dinâmica considerável e neutralidade em toda a faixa de frequências. Essas características contribuíram para recriar a atmosfera realista das músicas, especialmente na clássica de Monteverdi, na qual notávamos claramente a presença do solista na parte de trás da sala, a orquestra na frente e o coro reproduzido nas laterais.

Após audições com álbuns variados, finalizamos com Al Di Meola, em All Your Life (FLAC 2.0/192 por 24-bit). Ouvimos os 14 sucessos dos Beatles reproduzidos inteiramente através de cordas, o que evidenciou a boa definição nas médias e altas frequências, confirmando assim o refinamento sonoro do AVR3700.

FICHA TÉCNICA

Modelo: receiver 7.2 canais Harman Kardon AVR3700
Potência: 125Wx7 (20Hz–20kHz, distorção harmônica total de 0,07% em 2 canais a 8 ohms)
Entradas/saídas digitais: 8/2 HDMI v1.4, 2 ópticas, 1 coaxial
Entradas/saídas analógicas de áudio: 2/1 estéreo, saídas pré-amplificadas para 7.2 canais, Zone 2 e P2 (fone)
Entradas/saídas analógicas de vídeo: 1 entrada componente, 2/1 composto
Outras conexões: USB, Wi-Fi, LAN (RJ-45), RS-232, IR (e/s), Trigger 12V (e/s)
Dimensões (L x A x P): 44 x 16 x 38cm
Peso: 8kg
Garantia: 1 ano
Distribuição: Harman do Brasil

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram
LINKEDIN

htbest

%d blogueiros gostam disto: