TV por satélite é a que mais sofre com cancelamentos

antena_skyNo segmento de TV por assinatura, o serviço de DTH (Direct-to-Home) é o que mais vem sendo afetado pela crise econômica. Os dados mais recentes da Anatel mostram que as operadoras de satélite (Sky, Claro e Oi, além de outras menores) vêm perdendo clientes devido à inadimplência. Entre março e junho, cerca de 207 mil domicílios cancelaram suas assinaturas.

Segundo a Anatel, o mercado total de TV paga no país fechou junho com 19,6 milhões de domicílios atendidos, o que significa penetração de 29,61% pelos critérios demográficos do IBGE (clique aqui para ver o levantamento em detalhes). Esse é o índice mais baixo em toda a América Latina, de acordo com estudo divulgado pela ABTA (Associação Brasileira de TV por Assinatura). Além da recessão econômica, a entidade aponta o excesso de tributação como fator determinante para o custo das assinaturas.

O tema foi amplamente discutido durante o último congresso da ABTA, realizado em São Paulo na semana passada, quando até o presidente da Anatel, João Rezende, defendeu a redução de impostos no setor. A crise afeta mais fortemente o segmento de DTH, que foi o que mais cresceu nos últimos anos para atender à classe C. Os serviços de cabo e fibra óptica (FTTH) não tiveram perda de clientes no período.

A maior operadora do país continua sendo a Net (cabo), que chegou em junho a 7 milhões de assinantes. A Vivo, agora incorporando a GVT, soma 1,8 milhão de clientes, ocupando a terceira posição. A vice-líder Sky, que perdeu 43 mil usuários, tem uma base de 5,6 milhões. A que mais perdeu foi a Claro, do mesmo grupo da Net, com 59 mil assinantes a menos. Também é grande a queda entre as pequenas operadoras: 40 mil clientes.

Ainda de acordo com a Anatel, junho foi o terceiro mês seguido de queda no setor. No total, foram 113 mil acessos a menos do que em março.
Para mais informações sobre esse mercado, acesse o hot site TV por Assinatura.
Fonte: Tela Viva
Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram
LINKEDIN

htbest