Amplificador Mark Levinson combina processamento digital e alta potência

Dentro da variada linha de amplificadores da Mark Levinson o Nº 585 é o único integrado. À venda no Brasil através da distribuidora AV Group, o power traz o mesmo design icônico dos lendários modelos da marca do grupo Harman, mas com projeto que visa alto desempenho analógico com avançadas capacidades de áudio digital.

O fabricante se vale da topologia Classe AB totalmente discreta e modular, que inclui transformador toroidal de 900VA com enrolamentos secundários individuais para canais esquerdo e direito (dual-mono). Cada canal de amplificação utiliza doze transistores de saída e múltiplos capacitores menores para uma forte resposta aos transientes.

Essa configuração robusta entrega potência de 200W por canal em 8 ohms; e 350W em 4 ohms. Circuitos de proteção monitoram a corrente de saída, enquanto sensores garantem proteção contra superaquecimento. As informações são enviadas a um microprocessador que evita danos ao Nº 585 e às caixas acústicas.

Com peso de 34kg e profundidade de 50cm, o chassi em aço e alumínio favorece o isolamento de sinais analógicos e digitais da fonte de alimentação e dos módulos de amplificação. Circuitos de pré e processamento digital são montados em camadas com dissipadores de calor, controlando a temperatura sem a necessidade de ventoinhas.

Já o DAC de 192kHz/32 bits trabalha com filtro e circuito de eliminação de jitter, que permite a transferência USB assíncrona na reprodução de formatos HRA. Entre as conexões, seis entradas digitais, incluindo balanceada, quatro analógicas (uma XLR), além de saída estéreo para subwoofer.

Fonte: revista HOME THEATER & CASA DIGITAL / AV Group

Facebook
Facebook
YouTube
YouTube
Instagram
LINKEDIN

htbest

%d blogueiros gostam disto: